Suspeito de homicídio em Jaborá alega legítima defesa
Ele se apresentou com advogado na delegacia da Comarca de Catanduvas
17/04/2017


O suspeito das agressões que provocaram a morte de João Paulo Tomasi, 22 anos, se apresentou à polícia na tarde desta segunda-feira (17). Acompanhado de advogado, o jovem de 25 anos, morador de Presidente Castello Branco, foi ouvido na delegacia da comarca de Catanduvas.

O suspeito  alegou em seu depoimento que teria ocorrido a confusão na saída do baile no CTG em Jaborá na madrugada de domingo (16).Ele relatou que manobrava o veículo quando se iniciou a discussão com a vítima que teria lhe aplicado uma "gravata" e que ao conseguir sair começaram a se agredir, momento em que teria dado um soco na vítima que em razão do golpe teria caído.Ele declarou no depoimento que em sequência ao golpe e,  no intuito de dar um chute na região abdominal acabou acertando a cabeça de Tomasi.

Conforme o delegado da Comarca de Catanduvas André Cembranelli, o suspeito alega legítima defesa.

" Como houve a apresentação espontânea, após o depoimento ele foi liberado, nesta semana ouviremos mais testemunhas para confrontar e averiguar a veracidade, não descartando uma reprodução simulada e reconhecimento pessoal para apurar da melhor forma possível esse homicídio", afirmou.

A morte do jovem  causou grande comoção no município de Catanduvas e  repercussão em redes sociais com apelos e pedido de justiça . "Era um rapaz trabalhador e dedicado à família. Sempre cercado de amigos, era muito querido por todos e por ande passava sua marca sempre foi o sorriso no rosto", disse consternada uma amiga. João Paulo Tomasi foi sepultado em Catanduvas na manhã desta segunda-feira (17). Ele deixa mulher e filho de 3 anos.

Versões serão confrontadas

Na declaração do proprietário do veículo que depôs na delegacia de Joaçaba relatou  que conversava com amigos do lado de fora do CTG em Jaborá onde acontecia um evento. Ao manobrar o carro teria se deparado com um casal (Tomasi e a companheira) que não teria saído, então soltou a embreagem e o carro foi um pouco para frente, porém o casal permaneceu no local. Após isso teria aberto o vidro e chamado a atenção dos dois, para que pudesse manobrar.

Na versão do depoente, Tomasi teria ido até ele e segurado seu braço, que estava para fora do vidro, momento em que falou que até sairia, mas era para ele parar de olhar para sua mulher, afirmação que o depoente disse não ser verdadeira. Neste momento o autor das agressões teria se envolvido na discussão, se aproximado e falado a Tomasi que deixasse o amigo ir embora, mas a vítima teria dado um soco no rosto do terceiro envolvido, momento em que entraram em luta corporal. O depoente disse que manobrou o carro e então não viu mais as consequências da confusão, indo para sua casa, que somente por volta das 10h30 viu a notícia da morte e ficou assustado, porém não procurou a polícia. Após prestar depoimento foi liberado.

Versão da esposa da vítima

Ainda na manhã de domingo a mulher de Tomasi e outra testemunha deram uma versão diferente para o fato. Ela aponta que João Paulo Tomasi e a mulher deixavam o evento caminhando em direção ao carro quando subitamente um veículo teria cortado a frente deles, o jovem teria dito ao motorista que – apenas pedisse que eles sairiam da frente. Neste momento um dos ocupantes saiu do carro discutindo com Tomasi, num momento em que a discussão estava se encerrando o desconhecido deu um forte soco no rosto da vítima, que caiu desacordada, logo depois o agressor deu mais um chute na cabeça do jovem e um segundo ocupante do carro teria dado outro chute. Na sequencia os agressores entraram no veículo e saíram do local, não sendo mais vistos.

Tomasi chegou a ser socorrido e transportado em estado grave ao Hospital Universitário Santa Terezinha de Joaçaba, mas não resistiu. O laudo do Instituto Médico Legal ainda não foi entregue à polícia.

 


Últimos Posts













     

 



Endereço: Rua Almirante Barroso, 2139
E-Mail: catanduvasonline@hotmail.com


Catanduvas Online .© 2017 Todos os direitos reservados.

54.225.47.124